O que anteriormente era uma alternativa, hoje se tornou uma solução, e das boas! O ensino a distância teve seus primeiros passos no Brasil de forma tímida, em 1904, em um curso para datilógrafos por meio de correspondências e, hoje, é a modalidade mais procurada pelos brasileiros. Por oferecer uma série de vantagens que se adequa perfeitamente a nossa vida, o ensino a distância se tornou uma grande tendência e, por isso, convidamos você a acompanhar a evolução do EAD como cresceu no Brasil e quais são os países que lideram a educação a distância no mundo!

Embarque nessa com a gente e tenha uma ótima leitura!

Surgimento

Contamos nas linhas acima sobre os primeiros passos do EAD no país, mas foi em 1996 que essa modalidade de ensino foi regulamentada no Brasil, quando entrou em vigor a Lei n.º 9.394. Assim sendo, ela passa a tornar legal a educação a distância para todos os níveis de ensino. Em seguida, no ano de 1999, o Ministério da Educação (MEC) começou a credenciar as faculdades interessadas em oferecer a modalidade EAD. 

Por conseguinte, em 2017, foi atualizada a legislação e, neste momento, o objetivo do MEC era o de elevar o número de matriculados no ensino superior no nosso país, para oferecer de forma mais acessível a graduação para os jovens. O Decreto Nº 9.057/2017 definiu ainda que as faculdades já credenciadas poderiam passar a oferecer pós-graduação lato sensu EAD, um outro marco que foi favorável para o crescimento do EAD no Brasil.

Com tudo certinho e regulamentado, o ensino a distância começou a crescer, e crescer bonito! No último anos, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) apontou que existem 3.177 cursos EAD que estão funcionando no Brasil. 

Assine o nosso blog!

Atualmente, e a gente diz até mesmo antes da pandemia, existem mais vagas ofertadas no ensino a distância do que no presencial. Para se ter uma ideia, em 2018, foram registradas 7,1 milhões de vagas na EAD e 6,3 milhões nos cursos presenciais. 

Confira alguns números:

  • Em 2018, foram 8,45 milhões de matrículas no EAD do Brasil, representando um crescimento de 2% com relação ao ano anterior.
  • Dos 6,37 milhões de alunos matriculados no ensino privado do país em 2018, 30% estudam a distância.

Neste ano, o cenário atípico da pandemia do novo coronavírus tornou o ensino a distância ainda mais procurado. E algumas pesquisas comprovam isso:

  • Segundo dados da Catho Educação, de 21 de março a 6 de abril deste ano, houve um aumento de 70% nas matrículas EAD.
  • Segundo o Inep, 1,7 milhões de brasileiros fizeram matrículas no EAD nos primeiros meses deste ano
  • O Google apontou um crescimento de 130% na busca por ensino a distância

E, com pandemia ou sem pandemia, o ensino EAD chegou mesmo é para ficar! As vantagens que esse modelo de ensino oferece, como flexibilidade de horário, possibilidade de estudar onde estiver e custo mais acessível, fizeram com que o ensino a distância se tornasse a opção número 1 para muita gente!

A evolução do EAD no mundo

Mas, não é só no Brasil que o EAD vem crescendo exponencialmente. Posteriormente, vamos revelar a você os 5 países que lideram a educação a distância no mundo!

– Índia

Essa solução veio para ajudar o país, pois os estudantes não podiam ficar 2 ou 3 anos longe do mercado de trabalho para se formar, tornando o ensino a distância a solução ideal. 

– Coreia do Sul

A modalidade combina muito bem com a qualidade da internet do país e a afinidade com assuntos tecnológicos. Por isso, o modelo está sendo cada vez mais adotado. 

– Estados Unidos

Eles são líderes da educação a distância no mundo!

– Brasil

Sim, estamos entre os 5 países onde o EAD mais cresce.

– Austrália

A solução veio para ajudar aqueles que precisavam estudar, mas não queriam deixar a carreira de lado. 

O ensino a distância veio para ficar! E você, o que acha dessa modalidade de ensino? Conte para nós!

Tatiane Lima
Últimos posts por Tatiane Lima (exibir todos)