Você é uma das pessoas que tem milhares de dúvidas sobre quais informações são relevantes na hora de preparar um currículo de sucesso? Então este post foi feito pra você!

Para ajudar nessa tarefa, te convidamos a refletir sobre a seguinte situação: você encontrou em um portal de recrutamento aquela vaga dos sonhos e, assim como outros 700 candidatos, enviou seu currículo para se candidatar à tal oportunidade. É claro que sua experiência conta (e muito), mas é preciso que seu currículo mostre claramente – em primeira mão – quais são suas habilidades e talentos. 

Com toda certeza, o grande objetivo é que o recrutador saiba identificar de forma rápida onde estão suas habilidades e que esse conteúdo o surpreenda em relação aos outros 699 talentos que estão brigando pela mesma vaga.

Para isso, preparamos um tutorial com 6 etapas para preparar um currículo perfeito:

Etapa zero: antes de mais nada, em hipótese alguma você deve colocar informações falsas em seu currículo. Preze pela transparência e honestidade. 

Assine o nosso blog!

Etapa 1: dados pessoais

Em primeiro lugar, o recrutador precisa identificar claramente estas informações:

  • nome completo
  • telefone de contato (confira essa informação 5 mil vezes)
  • endereço de e-mail (cuidado para não colocar aqui um e-mail engraçadinho)
  • cidade onde mora

Etapa 2: área de interesse

Em segundo lugar, você não deve colocar o cargo que quer trabalhar e sim a área desejada. 

Exemplo errado: Analista Contábil

Exemplo certo: Área contábil e financeira

Você pode tranquilamente fazer uma versão de currículo para as diferentes opções de vaga que você vai se candidatar, pois é comum ter interesse em mais de uma área de atuação.

Etapa 3: formação acadêmica

Além disso, organize a disposição dos seus estudos do mais recente para o mais antigo, e essas informações devem aparecer de forma breve e objetiva. Você não precisa colocar aqui todo o seu histórico escolar, seus estudos mais recentes e relevantes já bastam. 

Desse modo, destaque bem a modalidade do curso, o título do curso, a instituição onde estudou e o local e o período em que cursou.

Etapa 4: habilidades 

Por conseguinte, separe esta parte do currículo para dizer brevemente o que você sabe fazer. Por exemplo: 

Comunicação interna: redação de informativos, entrevistas com colaboradores, revisão gramatical, estratégias de endomarketing

Etapa 5: experiência profissional

Este é o clímax do seu currículo. Você deve colocar suas últimas e mais relevantes experiências, das mais recentes para as mais antigas, de forma concisa e muito bem escrita. Seja objetivo e resuma em poucas linhas as atividades principais que você desempenhou em cada empresa que você passou. 

Itens necessários:

  • Nome da empresa 
  • Período em que trabalhou
  • Descrição da empresa
  • Último cargo ocupado 
  • Suas atividades nesta empresa

Etapa 6: idiomas e atividades complementares

Acima de tudo, seja muito sincero! Ao descrever o idioma, coloque claramente o seu nível de conversação, leitura e escrita. Com relação aos cursos complementares, coloque no seu currículo o nome do curso, instituição onde cursou e ano que estudou (similar ao que fez na etapa 3).

Para concluir, revise muito bem a gramática e em seguida, peça que alguém leia seu currículo para avaliar se tem algum erro de português e se a mensagem está sendo transmitida de forma clara e objetiva. Você pode colocar um negrito nas palavras-chaves do seu currículo.

Anotou as dicas? Então, esta é a hora de preparar seu novo currículo para disputar aquela vaga tão sonhada!