Que você precisa estudar para obter o melhor aprendizado sobre determinado assunto, nisso não há dúvidas. Mas, já parou para pensar que existe diversas outras opções de formas de aprender sobre algum tema? É isso mesmo, o conjunto de assistir aulas, ler e escrever é apenas uma das formas de adquirir conhecimento. Portanto, você pode recorrer a outras maneiras eficientes, criativas e enriquecedoras para o seu aprendizado, que serão ótimos aliados na sua formação completa.

O que é legal sobre os métodos alternativos de aprendizado é que cada um pode encontrar uma solução mais adequada de acordo com o próprio perfil. Por isso, o que vamos compartilhar a seguir não são regras que devem funcionar para todo tipo de pessoa, mas sim, possibilidades que podem ser experimentadas e, talvez, aprovadas. O importante é cada um encontrar a sua própria forma de aprendizado!

Vamos lá então? Confira nas próximas linhas os 5 tipos criativos de aprendizado

1 – Faça músicas sobre o conteúdo

Essa é uma forma divertida e bastante recorrida por professores de cursinhos pré-vestibular. Isso porque ela ajuda bastante no processo de memorização de ordens de assimilação e fórmulas de matemática, química ou física. A relação entre música e aprendizado, inclusive, não é nada casual. Ao contrário, a música é reconhecida por muitos pesquisadores como um potente recurso de desenvolvimento da mente humana

2 – Visite lugares relacionados ao tema

Quando um assunto está apenas em uma tela ou papel, pode ficar mais distante do nosso entendimento. No entanto, estar em um local que mostre algo relacionado que se está aprendendo pode fazer toda a diferença, gerando uma memória que dificilmente será esquecida.

Assine o nosso blog!

3 – Assistir filmes e séries

No universo gigante de filmes e séries, é possível encontrar abordagens sobre os mais variados temas: história do Brasil e do mundo, ciências biológicas, direito, geografia, química, sociologia, debates sobre assuntos contemporâneos e muito mais. Porém, uma dica importante é sempre ler também as críticas sobre determinada obra para já ter, de antemão, quais são os elementos verídicos e fictícios da produção. Isso porque é muito comum que, em filmes e séries, ao se trabalhar histórias baseadas em fatos reais, acrescente fatores externos não reais, o que pode confundir o entendimento correto sobre o assunto.

4. Crie jogos

Esse método é bastante interessante tanto para estudar sozinho como em grupo, adaptando jogos tradicionais ou criando algo novo. Em grupo, pode ser um quiz sobre o assunto, uma forma bastante interativa que ajuda a testar seus conhecimentos. Sozinho, uma boa opção é criar cartões chamados de flashcards, um método bastante difundido na Europa e nos Estados Unidos e focado na memorização do assunto.  Em cada cartão, você anota uma pergunta e, atrás, a resposta. O jogo então é você ir tentando adivinhar as respostas depois. É preferível fazer à mão, mas, para ajudar, existem até aplicativos que montam esse jogo para você. Um deles é o Goconqr, uma plataforma de estudos on-line que possui, incluindo os flashcards, e é totalmente em português.

5. Ensine alguém

Tem algum amigo ou colega que tem paciência para te ouvir e te deixa  à vontade para simular uma aula sobre o assunto que está estudando. Então é com ele mesmo! Essa técnica estimula para que você procure a melhor organização das ideias para expor de forma compreensível ao outro. E se o amigo é daqueles que assume de vez o desafio, pode ainda ir te fazendo perguntas, te ajudando ainda mais a resgatar o que você está assimilando.

Gostou das dicas? Experimente essas ou, é claro, solte a sua criatividade e crie você mesmo o seu método alternativo de estudo!